Advogado criminalista Municipal?

Clique no sino vermelho no canto da tela para receber um aviso no seu celular ou computador sempre que for postado um vídeo ou artigo.

Inscreva-se no Youtube. Vídeos diários:

– Curso online de Execução Penal com o prof. Evinis Talon (clique aqui)
– Inscreva-se no meu curso por assinatura (Penal e Processo Penal) e participe do SORTEIO de um exemplar do livro A jornada de um advogado criminalista (com dedicatória especial), além de ter acesso a mais de 41 horas de aula e 93 vídeos: clique aqui
– Fale com o prof. Evinis Talon no WhatsApp (clique aqui)
– Participe do grupo do Whats do prof. Evinis Talon: clique aqui


banner curso finalizado enviado Evinis




Facebooktwittergoogle_pluslinkedin

Quando falo sobre a necessidade de especialização na advocacia, sou prontamente indagado quanto ao fato de que o ouvinte ou leitor trabalha em cidade do interior e que seria inviável atuar unicamente em uma área.

Aqui, devemos pensar o seguinte: o Advogado Criminalista somente pode atuar em seu município? Há limitação geográfica para a atuação do Advogado Criminalista? Devem atuar como se fossem Defensores Públicos lotados em determinada comarca? A comunicação com os clientes será apenas presencial? Todos os atos devem ser praticados pessoalmente pelo Advogado contratado ou é possível delegar determinados atos executórios?

De fato, quando penso nos principais Advogados Criminalistas que conheço, não me lembro de ninguém que atue unicamente em uma cidade. Todos atuam em várias cidades, inclusive em Estados de outras regiões.

Esse é o principal aspecto da especialização: o Advogado Criminalista altamente especializado não tem como público-alvo apenas a população da cidade em que mora, mas sim qualquer pessoa, de qualquer lugar, que esteja disposta a valorizar o trabalho de um profissional extremamente qualificado naquilo que faz.

Lembro-me de ter lido, em um livro de estratégia na Advocacia, que o escritório que quiser ter relevância nacional deve buscar o destaque internacional. Nesse ponto, parece ser a mesma situação, mas em uma escala menor.

Se o advogado quer ter destaque no Estado em que atua, precisa ter relevância nacional. Aquele que busca apenas o destaque municipal talvez não consiga se firmar como referência em sua cidade. É necessário pensar grande.

Atualmente, a Advocacia depende muito pouco da localização geográfica, com exceção de alguns atos que precisam ser pessoais e podem tornar mais onerosa a atividade, como o comparecimento a audiências e o atendimento em estabelecimentos prisionais. Muitas outras atividades podem ser resolvidas sem o comparecimento pessoal, sobretudo em processos eletrônicos ou com o apoio de Advogados correspondentes.

Sobre o mercado jurídico, esse é outro fator que muitos têm receio. Em uma cidade pequena, como surgiriam os clientes de um Advogado especializado?

Iniciante, impende ressaltar que, em virtude das novas tecnologias, a publicidade (regular, evidentemente) pode alcançar pessoas de forma especialmente direcionada, isto é, com seleção de localização (incluindo a cidade em que trabalha e outras próximas), idade, interesses e hábitos. As redes sociais e a publicação de conteúdo relevante são meios úteis para o direcionamento da publicidade.

Para quem tem mais experiência profissional e acadêmica, as consultorias também funcionam como uma forma de exercer a Advocacia sem barreiras geográficas (leia aqui e aqui). Sobre a diferença entre Consultores, Advogados e Pareceristas, escrevi um artigo recentemente (leia aqui).

De fato, o trabalho do Consultor em Direito Penal, Processo Penal, Execução Penal, Compliance e ramos semelhantes é desenvolvido preponderantemente em meio virtual, com a comunicação por videoconferência e o compartilhamento de peças e documentos na nuvem.

Mesmo para quem ainda não conquistou notoriedade para atuar como Consultor, é possível fazer consultas (que são diferentes de consultorias) sem limitações geográficas. A consulta é um ato único (e nisso se diferencia da consultoria, que é estratégica e duradoura), normalmente para orientar situações específicas (registrar ou não boletim de ocorrência, explicar como será a execução da pena etc.).

Assumir o papel de especialista significa não escolher os clientes apenas pelo local em que moram (o generalista normalmente é contratado por pessoas de determinada região), mas sim pelas características que esses clientes procuram no Advogado, quais sejam: experiência profissional, foco na atuação e relevância acadêmica. O cliente do Advogado especializado quer o melhor profissional possível, sendo praticamente irrelevante se o escritório é perto ou se o valor dos honorários é inferior à tabela da OAB.

Em suma, ser especialista é uma opção de qualificação intensa em apenas uma área e, ao mesmo tempo, de idealização do perfil de clientes que deseja. O Advogado altamente especializado escolhe os clientes antes que os clientes o escolham.


Clique na imagem abaixo para ver o curso “Como iniciar na Advocacia Criminal”.

como-iniciar-adv