diploma

Evinis Talon

Como conseguir estágio no Direito?

28/01/2019

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

CURSO DE AUDIÊNCIAS CRIMINAIS
Amigos, depois de muitos pedidos, lançamos o curso online de audiências criminais, que tem muitas videoaulas, material escrito complementar e certificado.
O valor pode ser parcelado em até 12 vezes no cartão. Também é possível adquirir (sem parcelamento) no boleto. Além disso, tem garantia de 7 dias (cancelamento com reembolso integral dentro desse prazo).
CLIQUE AQUI

Em texto anterior, falei sobre quais instituições recomendo para que o estudante de Direito faça estágio (clique aqui). Também já abordei quanto ganha um estagiário de Direito (clique aqui).

Neste texto, abordarei outro tema igualmente relevante: como conseguir um estágio jurídico?

Inicialmente, destaco que não se trata de um “método infalível” ou algo parecido, mas apenas um conjunto de sugestões para aumentar as chances de êxito na busca por um estágio. Também urge salientar que o estudante deve ter ciência da enorme e qualificada concorrência na busca por estágios, razão pela qual precisará criar alguns diferenciais.

Normalmente, o ingresso em um estágio ocorre por dois caminhos: prova e entrevista. Há processos seletivos que apenas aplicam provas, enquanto outros submetem os candidatos apenas a uma entrevista, após a análise do currículo. Também há processos seletivos mistos, isto é, com prova e, em seguida, entrevista dos aprovados.

Quanto aos processos seletivos que aplicam prova, é necessário ter alguns cuidados:

  • Fique atento aos editais publicados nos sites das instituições. Acesse semanalmente a parte de processo seletivo dos sites do Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública, Procuradoria do Estado e do Município, Polícia (Civil e Federal) etc. Alguns processos seletivos também são informados nos murais da faculdade e do fórum. Também é válido se cadastrar em sites que selecionam estagiários, como o CIEE (clique aqui).

  • Pesquise nos sites dos escritórios de Advocacia a parte “talentos” ou “trabalhe conosco”.

  • Entenda as regras do processo seletivo. Leia o edital com atenção, veja quais são os requisitos para o ingresso e analise o formato da prova, incluindo a quantidade de questões, o tempo e o conteúdo avaliado.

  • Tente estudar integralmente o conteúdo que será exigido na prova. Recomendo que você imprima essa parte do edital e marque, utilizando marca-texto, o que já foi lido/revisado.

  • Se a prova é objetiva, estude a legislação e as súmulas. Também veja os principais conceitos doutrinários. Não é provável que a prova tenha muita complexidade ou aborde temas divergentes, considerando que isso poderia gerar a anulação de questões.

  • Se a prova é dissertativa, estude o que falei na dica anterior, mas aprofunde um pouco mais nas questões doutrinárias. Também é recomendável treinar a escrita utilizando caneta, considerando que o hábito da digitação pode prejudicar no momento de fazer uma prova dissertativa. Se não treinar, é possível que sinta dores insuportáveis ao escrever duas ou três páginas, além de ter dificuldade para escrever sem corretor ortográfico (dos celulares e computadores) e sem a possibilidade de simplesmente apagar o que escreveu errado (não se deve exagerar nas rasuras).

Uma dica adicional: se você quer um estágio que necessita de aprovação em uma prova, não espere até que o seu professor ensine a matéria em sala de aula. Antecipe-se, estude aos poucos e esteja preparado na hora certa.

Quando era estudante de Direito, comecei a estudar antecipadamente algumas disciplinas, ou seja, estudava sozinho o que os professores transmitiriam em sala de aula nos próximos semestres. Dessa forma, fiz a prova de estágio do Ministério Público Federal, que exigia a matrícula no quinto semestre para o ingresso, quando ainda estava no quarto semestre da faculdade. Fui aprovado em primeiro lugar, mesmo concorrendo com estudantes que estavam quase terminando o curso (obs.: também me antecipei no concurso para o cargo de Defensor Público, sendo aprovado ainda durante a graduação – clique aqui).

Na minha opinião, a aprovação somente foi possível porque não esperei o ritmo normal das aulas. Portanto, recomendo que você antecipe as disciplinas e mantenha uma boa rotina de revisão.

Caso o estudante busque um estágio em escritório de Advocacia, é necessário analisar qual é o perfil do escritório e quais competências os sócios normalmente procurariam. Outro ponto importante é que muitos escritórios exigem a carteira de estagiário da OAB.

Em qualquer escritório, inclusive de menor porte ou localizado em cidades do interior, é provável que os sócios estejam procurando alguém com uma boa escrita (português impecável), seriedade, comprometimento e, normalmente, com alguma experiência anterior ou uma boa referência.

Nos escritórios maiores, os processos seletivos são informados nos sites. Se não encontrar a informação sobre a seleção de estagiários, recomendo que envie um mensagem para o endereço eletrônico central do escritório ou, se conseguir encontrar, para o departamento de recursos humanos.

Há algumas seccionais da OAB que permitem o cadastro do currículo do estagiário, assim como a disponibilização da vaga pelos escritórios.

Em cidades com faculdade, quando um escritório pretende contratar um estagiário, é comum que informe a vaga ao coordenador do curso de Direito ou do núcleo de prática jurídica. Assim, não tenha vergonha de se informar.

Também é recomendável conversar com os professores, perguntando se eles têm conhecimento de alguma oportunidade de estágio.

Esteja ciente de que, com tantos concorrentes, é difícil conseguir uma entrevista. Então, quando conseguir, tente destacar-se entre os outros candidatos. Não fale apenas sobre seus méritos. Demonstre que conhece o escritório (sócios e área de atuação), pois há uma preferência por quem faz “o dever de casa” (uma boa pesquisa).

Se possível, leve referências, como uma carta de recomendação feita por algum professor ou o contato do local em que você fez estágio ou trabalhou anteriormente.

Veja também:

Evinis Talon é Advogado Criminalista (com foco em consultas e pareceres), professor de cursos de pós-graduação, Mestre em Direito, especialista em Direito Penal, Processo Penal, Direito Constitucional, Filosofia e Sociologia, autor de livros e artigos e palestrante.


Quer citar este texto em algum artigo, TCC ou peça processual? Então CLIQUE AQUI e preencha: nome do autor (Evinis Talon), título, site (basta copiar e colar) e a data de hoje. Depois clique em “gerar referência”.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

EVINIS TALON


LEIA TAMBÉM

Telefone / Whatsapp: (51) 99927-2030 | Email: contato@evinistalon.com

Evinis Talon © Todos os Direitos Reservados - 2018