religião

Evinis Talon

Os 23 melhores livros sobre estudos e vida intelectual

09/03/2021

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Quer aprender sobre inquérito policial, júri, audiências, recursos, habeas corpus, execução penal e muito mais?

Veja os planos semestral (parcele em até 6x) e anual (parcele em até 12x): CLIQUE AQUI
Conheça também o plano Premium, que abrange outros cursos.

CLIQUE AQUI

Veja outros cursos com o prof. Evinis Talon: CLIQUE AQUI

Fale conosco no WhatsApp (de segunda a sexta, das 9h às 18h): clique aqui

Os 23 melhores livros sobre estudos e vida intelectual

Depois de muitas solicitações, resolvi fazer uma lista com os principais livros sobre estudos, concentração e outros temas úteis relacionados à vida intelectual.

Antes de começar nos estudos, é necessário gostar dessa atividade. Deve-se buscar o caminho mais produtivo, verdadeiro, honesto e honrado, deixando de lado atalhos mentirosos que servem apenas para satisfazer o ego.

Não aconselho que alguém comece a estudar diretamente pela ciência de sua formação. Um estudante de Direito, se quiser estudar de forma produtiva, não deve começar pelo Direito, mas sim pela base dos estudos, formando um alicerce que servirá para o resto de sua vida intelectual. Em outras palavras, para não perder tempo estudando da forma “errada”, deve-se entender qual é a forma ideal. Adquirindo os conhecimentos sobre leitura, escrita, produtividade, descanso, horários, materiais, métodos, concentração, hábitos e outros temas, o estudante conseguirá voltar para a sua ciência com uma visão renovada, alcançando melhores resultados e entendendo a importância de cada ato.

Por isso, caro(a) amigo(a), não desconsidere a importância de aprender a aprender. Com a lista a seguir, espero te ajudar a ver um novo mundo, que, infelizmente, não vimos na escola e na faculdade.

1. A vida intelectual – Antonin-Dalmace Sertillanges (clique aqui)

Esse é um dos meus livros favoritos. Trata-se de um manual para levar uma vida realmente dedicada aos estudos. Abrange questões sobre leitura, escrita, formas de estudar, recomendações de lugares, meios de descanso, tratamento das outras pessoas etc.

Por ser tão importante, gravei 30 áudios para os meus alunos do curso por assinatura (clique aqui), recomendando que sempre comecem o curso por esses áudios, porque são lições sobre a base de uma vida de estudos.

2. Trabalho focado – Cal Newport (clique aqui):

Um livro sensacional – um dos melhores que eu li na vida – e que mudou a minha forma de pensar sobre concentração, estudos e produtividade. O autor explica, por meio de inúmeros exemplos, a importância de se dedicar a um trabalho focado, que é o oposto do trabalho superficial. Também apresenta várias dicas para conseguir se dedicar, com total atenção, a uma tarefa intelectual.

O trabalho focado é raro, valioso e significativo. Poucos conseguem manter uma dedicação a algo por tempo considerável. Por meio de várias informações, Newport demonstra que o trabalho focado será cada vez mais raro, gerando “talentos mundiais” em um mercado universalmente acessível. Considerando que quase todo mundo se dedica ao trabalho superficial, o destaque ficará para aqueles que conseguirem se dedicar ao trabalho focado, aprendendo coisas complexas com rapidez e efetividade. De certa forma, esse livro também é um manual sobre o profissional do futuro.

3. Minimalismo digital – Cal Newport (clique aqui)

Apesar de não ser um livro diretamente relacionado aos estudos, as questões abordadas por Newport são cruciais para quem deseja estudar e se concentrar atualmente.

O autor examina os principais problemas das redes sociais e dos sites de notícias, demonstrando como a tecnologia fragmenta nossa atenção,, aumenta a ansiedade e prejudica a produtividade. É um livro complementar ao Trabalho focado, pois, para o seu aproveitamento, é recomendável que o leitor conheça as diferenças entre trabalho focado e trabalho superficial, assim como a importância de resistir aos problemas do excesso de tecnologia.

4. Conselhos sobre o trabalho intelectual – Louis Riboulet (clique aqui):

Esse livro é muito parecido com o “A vida intelectual”, mas aborda algumas questões diferentes, focando, sobretudo, na escrita. No mínimo, é um excelente complemento.

Fala, por exemplo, sobre o ideal que o estudante deve ter, como manter a vontade de cumprir seus deveres, a importância da constância, o uso do tempo, o que deve ser estudado e muito mais.

5. Trabalho intelectual – Jean Guitton (clique aqui): 

Mais um livro muito parecido com o “A vida intelectual”, mas que serve como um belíssimo complemento. Aborda, por exemplo, a preparação dos trabalhos, o esforço do estudante, a necessidade de repouso, o uso de fichas, a redação/escrita e outros temas.

6. O trabalho intelectual e a vontade – Jules Payot (clique aqui)

Aparentemente, segue a mesma linha dos livros anteriores, mas, na realidade, tem uma abordagem totalmente diferente. O título demonstra com perfeição a proposta do livro: tem o objetivo de fomentar a vontade (e sua constância) para o trabalho intelectual.

Nessa linha, analisa, por exemplo, o “amor ao trabalho”, o pseudo-trabalho, o valor do esforço (o “contador incorruptível”) e muito mais.

7. A educação da vontade – Jules Payot (clique aqui)

O autor aborda especificamente como criar e manter a vontade de se dedicar a um trabalho intelectual e buscar a inteligência.

A leitura é um pouco menos agradável que o livro anterior, pois aprofunda excessivamente em questões complementares, principalmente na parte teórica (início do livro). As últimas 60 páginas são mais práticas e interessantes.

8. Organização do trabalho intelectual – Paul Chavigny (clique aqui)

É uma leitura mais rápida (pouco mais de 100 páginas) e direto ao ponto, mas, ainda assim, tem relevância prática.

O autor examina, por exemplo, a necessidade de um método de trabalho individual, as técnicas de anotações, a organização do material, como utilizar as fontes etc.

9. Conselhos para a direção do espírito – Alphonse Gratry (clique aqui)

A primeira metade desse livro ajuda a entender como direcionar a vida para os estudos. É possível que o leitor não goste da segunda metade, que aborda especificamente algumas ciências, como a matemática, a geologia, a física, a astronomia e outras.

10. A arte de pensar – Ernest Dimnet (clique aqui)

Esse livro segue a linha dos livros escritos por religiosos, mas foca, como o título sugere, no pensamento, abordando temas como a criatividade, os obstáculos ao pensamento, métodos para ordenar os pensamentos etc.

11. Como estudar e como aprender – Emilio Mira y López (clique aqui)

O livro é curto (menos de 100 páginas) e objetivo, mas tem boas dicas. As listas que estão a partir da página 73 são sensacionais, sobretudo “como evitar e combater a fadiga” e “regras para o melhor aproveitamento do estudo”.

12. Sobre a escrita – Stephen King (clique aqui)

É considerado pela Time um dos 100 melhores livros de não ficção de todos os tempos. Trata-se de uma autobiografia de um dos maiores escritores de todos os tempos, que, em cada história, apresenta dicas sobre estilo e seus hábitos de escrita, relatando também as dificuldades na edição e publicação de livros. Não tem o formato de “manual”, razão pela qual as dicas estão espalhadas, sendo necessário ter paciência para encontrá-las.

13. Como passar em provas e concursos – William Douglas (clique aqui)

Foi o primeiro livro que eu li sobre o tema quando comecei a faculdade de Direito. Sem esse livro, eu teria muito mais dificuldades para ser aprovado duas vezes, em primeiro lugar, na prova de estágio do MPF, assim como no concurso para Defensor Público do Rio Grande do Sul (quando ainda estava no último ano da faculdade).

Esse livro não é relevante apenas para quem quer fazer concursos. Na verdade, ele abrange dicas sobre marcações, métodos, leitura dinâmica e outros assuntos que serviriam, inclusive, para quem pretende levar uma vida acadêmica.

14. (In)distraível – Nir Eyal (clique aqui)

Esse livro segue o mesmo caminho do Minimalismo digital, de Cal Newport, mas tem mais dicas práticas e apresenta, desde o início, o passo a passo para manter a concentração e dominar a atenção.

Por ser um livro atual, aborda exaustivamente o problema das redes sociais, dos e-mails, dos grupos de conversa e de outras tecnologias. Com esse livro, podemos afastar ou reduzir as distrações.

15. Hábitos atômicos – James Clear (clique aqui)

Na minha opinião, é o melhor e mais prático livro sobre hábitos, além de ter uma excelente didática.

Adotando as técnicas de criação de hábitos expostas nesse livro, o leitor conseguirá criar uma rotina de estudos (leitura e escrita) e mantê-la. Como sempre digo, o fator mais importante dos estudos é a constância. Para isso, deve-se buscar a criação e a manutenção de hábitos.

Um ponto interessante desse livro é o passo a passo no final de cada capítulo. De fato, o autor construiu um mapa detalhado para adotar os hábitos.

16. Como cultivar uma vida de leitura – C. S. Lewis (clique aqui): 

Esse livro tem comentários aleatórios sobre escritores, livros e gêneros literários. Inclusive, o autor aborda contos de fadas e o livro O Hobbit.

É um livro de fácil leitura, com textos rápidos e algumas páginas compostas por poucas linhas de textos.

17. Onde nascem os gênios – Eric Weiner (clique aqui)

Um livro absolutamente inovador e cativante. O autor viajou por vários países – conhecidos como berços da genialidade – para entender como foi possível que, em determinados períodos históricos, existisse uma reunião de tantos gênios (escritos, músicos, pensadores etc.).

Além de ter dezenas de dicas comprovadas empiricamente, o formato é muito interessante e o acabamento é lindo.

18. Flow – Mihaly Csikszentmihalyi (clique aqui)

O livro é citado por muitos autores que abordam a importância do trabalho focado/intelectual, especialmente por Cal Newport. Talvez seja o livro mais complicado desta lista ou o que tem a leitura mais “travada”.

Todos já tivemos algum momento de produtividade absurda no nível intelectual: a finalização de um trabalho urgente, a pesquisa do TCC, a concentração para entender os fatos ou as teses de um processo criminal etc. Aquele momento de grande concentração/satisfação é chamado de flow.

O autor explica que não conseguimos obter o flow quando a tarefa é muito fácil ou extremamente difícil. Para atingirmos o flow, precisamos de atividades um pouco acima do nosso nível, que exigem uma concentração extraordinária.

19. Como se faz uma tese – Umberto Eco (clique aqui)

Esse livro é fundamental para quem quer ou precisa elaborar um trabalho de conclusão de curso (TCC), artigo, dissertação ou tese.

O livro apresenta muitos exemplos de trabalhos científicos em diferentes ciências. Além de ser muito inspirador (fala sobre ficar anos em uma cidade pesquisando sobre determinado assunto, por exemplo), apresenta dicas práticas e metodológicas de pesquisa e redação.

20. A única coisa – Gary Keller e Jay Papasan (clique aqui)

Depois de ler esse livro, percebi que praticamente todos os meus êxitos decorreram de uma dedicação extraordinária, por tempo razoável, a apenas um objetivo: as aprovações nas seleções de estagiário, a aprovação no concurso de Defensor Público (ainda que também me dedicasse, sem muito afinco, ao último ano da graduação, ao TCC e a aprovação no exame da OAB), a escrita dos meus livros etc. Se o leitor fizer uma análise atenta, perceberá que também conquistou muitos objetivos quando se dedicou a apenas uma coisa.

De certa forma, é um livro essencialista (um pouco além do essencialismo, pois propõe apenas uma coisa), que ajuda na definição da prioridade (no singular mesmo, como deveria ser).

21. Meditações – Marco Aurélio (clique aqui)

Esse livro não é exatamente sobre estudos, mas sim sobre sabedoria, quietude e humildade, que são relevantes para quem pretende levar uma vida dedicada aos estudos.

22. Essencialismo – Greg McKeown (clique aqui)

Esse livro não aborda os estudos, mas também diz respeito a um tema central na vida de quem deseja se dedicar a buscar o conhecimento: o que realmente vale a pena?

Por meio de vários exemplos, o autor explica como devemos manter a concentração em poucas coisas/atividades, algo que, não raramente, é negligenciado por quem começa a alcançar uma autoridade intelectual, que normalmente aceita todos os tipos de compromissos (palestras, lives, grupos etc.) e cargos.

Por meio desse livro, é possível disponibilizar mais tempo para a vida intelectual, caso realmente seja do interesse do leitor.

23. A quietude é a chave – Ryan Holiday (clique aqui)

Apesar de ser tratado como um livro de autoajuda, trata-se de uma obra fundamental para quem quer levar uma vida intelectual.

Ter tranquilidade para ler, escrever e refletir é algo raro, sobretudo na atualidade, com o excesso de informações e mídias sociais. Em várias oportunidades, senti dificuldade para me concentrar nos estudos, porque ficava pensando em alguma notícia, mensagem ou qualquer outra coisa que gerasse ansiedade, nervosismo ou intranquilidade. Quem vive do cérebro precisa, no mínimo, de tranquilidade/quietude para pensar. Com as lições desse livro, podemos controlar melhor a atenção.

Leia também:

Precisa falar conosco? CONTATO: clique aqui

Siga o meu perfil no Instagram (clique aqui). Sempre que possível, vejo as mensagens no direct.

Evinis Talon é Advogado Criminalista com atuação no Brasil inteiro, com 12 anos de experiência na defesa penal, professor de cursos de mestrado e doutorado com experiência de 11 anos na docência, Doutor em Direito Penal pelo Centro de Estudios de Posgrado (México), Doutorando pela Universidade do Minho (Portugal – aprovado em 1º lugar), Mestre em Direito (UNISC), Máster en Derecho Penal (Universidade de Sevilha), Máster en Derecho Penitenciario (Universidade de Barcelona), Máster en Derecho Probatorio (Universidade de Barcelona), Máster en Derechos Fundamentales (Universidade Carlos III de Madrid), Máster en Política Criminal (Universidade de Salamanca – cursando), especialista em Direito Penal, Processo Penal, Direito Constitucional, Filosofia e Sociologia, autor de 7 livros, ex-Defensor Público do Rio Grande do Sul (2012-2015, pedindo exoneração para advogar. Aprovado em todas as fases durante a graduação), palestrante que já participou de eventos em 3 continentes e investigador do Centro de Investigação em Justiça e Governação (JusGov) de Portugal. Citado na jurisprudência de vários tribunais, como TRF1, TJSP, TJPR, TJSC, TJGO, TJMG, TJSE e outros.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

EVINIS TALON


LEIA TAMBÉM

Fraude processual

Fraude processual O crime de fraude processual está previsto no art. 347 do

Telefone / Whatsapp: (51) 99927 2030 | Email: contato@evinistalon.com

× Fale com o Dr. Evinis Talon